Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

“Amigo Acolhedor” irá recepcionar alunos da rede estadual

Programa tem o objetivo de combater o bullying e melhorar a relação entre os estudantes

Publicação:

Jovens estudantes da 6° Coordenadoria Regional de Educação preparam o acolhimento para os novos alunos
Jovens estudantes da 6° Coordenadoria Regional de Educação preparam o acolhimento para os novos alunos - Foto: Divulgação Seduc
Por Diego da Costa

O reinício das aulas no ano letivo de 2018 terá uma novidade. As 2,4 mil escolas da rede estadual que possuem Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e de Violência Escolar (Cipaves) estarão aplicando o programa “Amigo Acolhedor”, que objetiva promover uma recepção aos alunos provenientes de outros estabelecimentos.  A proposta é que um grupo de jovens recepcione os novos colegas nas escolas com o objetivo de combater o bullying e melhorar as relações entre os estudantes. “Queremos que os jovens entendam a importância de acolher as pessoas e incentivar os demais a fazerem o mesmo. A ideia é combater os casos de violência e fortalecer os laços de amizade”, destaca a coordenadora estadual da Cipave, Luciane Manfro.

 O Colégio Estadual Ruben Berta, localizado na zona Norte da Capital, com capacidade de 1.200 vagas, é um exemplo desta nova proposta. A escola, que irá receber a transferência de 68 estudantes do colégio Marechal Mallet, que fechou ano passado devido à baixa procura por vagas, foi uma das primeiras a aderir ao projeto.

 O caso mais emblemático entre os estudantes transferidos é o do aluno Felipe Bozi, do 7° ano. Ele é cadeirante e tem déficit cognitivo. A diretora, Ivalcir Chaves, explica que a escola já possuía uma rampa de acesso às salas de aula do andar térreo. Entretanto, ela fez algumas adaptações no banheiro e na entrada das salas para proporcionar melhores condições ao novo aluno. “Foram feitas algumas reformas simples, mas que irão trazer plena acessibilidade para o Felipe. A sala do 7° ano, que era no segundo piso, nós transferimos para o térreo”, explica.

 Capital -  Em Porto Alegre, as escolas que estão recebendo os alunos provenientes dos seis estabelecimentos que fecharam, irão ganhar um atendimento especial e prioritário dentro do programa. São elas: Escolas Monte Líbano, Ruben Berta, Fabíola Pinto Dornelles, Venezuela, Medianeira, Brasília e Doutor João Batista de Lacerda.

CIPAVE