Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Terceiro encontro da Cipave em Santa Maria destaca projetos exitosos de combate à violência

Evento reuniu representantes de 75 instituições de ensino da região

Publicação:

Alunos e professores discutiram casos a partir dos bons resultados dos projetos
Alunos e professores discutiram casos a partir dos bons resultados dos projetos - Foto: 8° CRE
Por TAYNÁ SCHULTZ/ 8ª CRE

O terceiro Encontro Cipave da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) ocorreu no dia 28 de novembro, no auditório do Instituto São José, em Santa Maria. O evento contou com a participação de 75 representantes de instituições de ensino de abrangência da região, com o objetivo de apresentar os trabalhos que vêm sendo realizados pelas escolas para combater a violência.

O evento foi iniciado com a participação do saxofonista da banda da terceira divisão do Exército de Santa Maria que encantou a todos com a execução de duas músicas.

As Escolas Boca do Monte, Arroio Grande e Santa Marta, da cidade de Santa Maria, expuseram os seus projetos que tiveram sucesso em diminuir a violência escolar, aumentar o diálogo entre pais e alunos e promover a paz. Além disso, foram certificadas no evento, as escolas que participaram do concurso de vídeo “Tamo junto com a Cipave”. São elas: Escola Estadual Francisco Brochado da Rocha, Escola Padre João Zanella, Escola Borges do Canto e o Colégio Tiradentes da Brigada Militar

Para o Coordenador da 8ª CRE, José Luís Vieira Eggres, a promoção deste seminário é importante para o acompanhamento dos projetos. “Algumas escolas apresentaram práticas muito boas na prevenção do bullying e promoção da cultura da paz. Já para a prevenção do uso de drogas, é importante estar em contato com as famílias e trazê-las para o ambiente escolar, o que temos conseguido com sucesso”, enfatiza.

A assessora da Cipave da 8ª CRE, Janine Strubinsky, ressaltou a importância do trabalho das Cipaves, valorizando os trabalhos realizados no ano de 2017, e destacando a necessidade das escolas efetivarem o mapeamento semestral dos índices de violência ocorridos nesse período.

O evento também contou com a participação do coordenador adjunto da 8° CRE, Alaor Baptista Chagas, que realizou uma dinâmica de planejamento das ações da Cipave para 2018, com ênfase nos Direitos Humanos.

No turno da tarde, a assessora do Ministério Público, Cristina Martins, destacou a utilização das práticas restaurativas nas escolas, e encerrou o evento com uma dinâmica circular de promoção da Cultura da Paz.

CIPAVE